Profissionais da segurança pública que foram demitidos injustamente ganham frente parlamentar

0
21

O auditório Paulo Kobayashi ficou lotado com a presença dos membros do grupo Coração Cinza Bandeirante. Nesta segunda-feira (11/11), a deputada Adriana Borgo (PROS) lançou a Frente Parlamentar em Defesa dos Profissionais de Segurança Pública do Estado de São Paulo Demitidos Injustamente, e contou com o apoio do grupo que trabalha sob o mesmo propósito. O Coração Cinza Bandeirante é um grupo de policiais militares que foram desligados da corporação, mesmo sendo absolvidos na justiça comum, e que agora buscam ser reintegrados às suas atividades.

No lançamento da Frente Parlamentar, a coordenadora do grupo de trabalhos, Adriana Borgo, explicou como já está atuando para solucionar a questão. A deputada apresentou a 1ª emenda à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 15/2019. No texto complementar, fica estabelecido que todos os policiais que foram demitidos por ato administrativo e que foram absolvidos pela Justiça deverão ser imediatamente reintegrados à Polícia Militar.

Adriana lançou a frente valorizando a relevância da pauta. "Os senhores garantem o direito de todos, mas não têm direitos garantidos para si. Estamos gritando por socorro e justiça, pois vocês lutaram bravamente como policiais. Estamos aqui reunidos para tentar mudar essa realidade, e eu acredito que se andarmos um passo que seja, nós já teremos dado um grande passo, pois ninguém até hoje se propôs a lutar contra essa injustiça. Vamos fazer o que for preciso, pois somos um grupo forte e não estamos sozinhos", afirmou.

Durante a tarde, policiais desligados da corporação se apresentaram e contaram a razão pela qual foram demitidos, destacando irregularidades nos processos. Além disso, o evento contou com a participação de advogados que explicaram ao público todos os direitos estabelecidos por lei que garantem a reintegração à Polícia Militar.


Fonte: Alesp

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.