Inicio Geral Projeto que define o uso de armamento não-letal é aprovado em 1ª

Projeto que define o uso de armamento não-letal é aprovado em 1ª

0

A proposta é voltada às atuações em eventos esportivos; em shows artísticos, musicais ou similares realizados em local aberto e com grandes aglomerações

O uso de armamento não-letal pelas policias e outros agentes dos serviços públicos de Mato Grosso foi aprovado em primeira votação, na Assembléia Legislativa. O Projeto de Lei nº 590 é voltado às atuações em eventos esportivos; em shows artísticos, musicais ou similares realizados em local aberto e com grandes aglomerações.
Segundo o autor da matéria, deputado Wagner Ramos (PR), o projeto prevê as mesmas orientações para os planos de segurança pública desenvolvidos pelo Governo. Depois de aprovado em primeira votação, o projeto está sob analise da Comissão de Constituição e Justiça e Redação.

?A nossa proposta vai ao encontro do que é recomendado, desde 1990, pela Organização das Nações Unidas (ONU), quando da realização do 8º Congresso das Nações Unidas sobre Prevenção e Tratamento dos Delinqüentes?, disse o parlamentar.

De acordo com a recomendação, o uso desse tipo de equipamento é necessário para que a força policial, principalmente em situações de confronto em grandes aglomerações, possa agir com o devido rigor sem colocar em risco a vida humana.

A matéria considera armamento não-letal as armas especificamente projetadas e empregadas para incapacitar alguém temporariamente, ao mesmo tempo em que minimizam mortes e ferimentos permanentes, danos indesejáveis à propriedade e comprometimento do meio-ambiente.

O documento também estabelece medidas preventivas para o caso de venda e porte desse tipo de armamento para o cidadão comum. De acordo com a proposta, a venda do armamento não-letal para pessoas físicas somente ocorrerá quando o interessado preencher os mesmos requisitos obrigatórios para a compra de arma de fogo. Para portar armamento não-letal o cidadão deverá comprovar ter capacidade técnica e psicológica para o uso do armamento.

O projeto de lei define que os treinamentos dos agentes públicos da área de segurança ? inclusive do sistema penitenciário ? deverão conter normas sobre o uso de armamento não-letal. ?O uso das armas de fogo deve ficar restrito às situações nas quais os meios não-letais se mostrem insuficientes para a neutralização do infrator ou para a própria defesa das forças de segurança operantes?, observou Wagner Ramos.

Fonte: Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso
__________________
IMPRENSA SINDASP-SP
imprensa@sindasp.org.br

Sem comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile