Inicio Geral PROPOSTA DO SINDASP DE AUTOMATIZAÇÃO SEGUE ADIANTE: secretário convoca grupo de trabalho...

PROPOSTA DO SINDASP DE AUTOMATIZAÇÃO SEGUE ADIANTE: secretário convoca grupo de trabalho para estudar automatização das unidades

0

 

Carlos Vitolo

Assessor de imprensa do Sindasp-SP
imprensa@sindasp.org.br

 

O secretário da Administração Penitenciária, Lourival Gomes, publicou no Diário Oficial a Resolução SAP 28/2012, que institui o grupo de trabalho que deverá estudar a viabilidade da automatização das unidades prisionais. Um dos diretores do Sindasp-SP estará representando a instituição no grupo de trabalho.

 

A proposta de automatização dos presídios é um projeto que foi apresentado pelo Sindasp-SP durante uma audiência entre Gomes e os diretores do sindicato realizada em 11 de janeiro. (leia a reportagem).

 

A automatização das unidades é uma antiga reivindicação de pauta do Sindasp-SP para a categoria, visando a garantia de mais segurança ao sistema e ao exercício diário das funções dos agentes de segurança penitenciária (ASP).

 

Vale lembrar que o sindicato resolveu reiterar a proposta tendo em vista os diversos casos de agressões ocorridas contra os agentes penitenciários dentro das unidades.

 

Em seu Artigo 1º, no parágrafo único, o texto da publicação destaca que "constatada a viabilidade deverá ser apresentado rol de medidas a serem adotadas para implantação do sistema".

 

O documento descreve ainda, no Artigo 5º, que "os integrantes do Grupo de Trabalho deverão apresentar a conclusão dos estudos, incluindo o elenco de providências, se este for o caso, no prazo máximo de 90 dias".

 

De acordo com o presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo, a publicação no Diário Oficial que cria o grupo de trabalho é sinal de que o secretário realmente está levando adiante a proposta do Sindasp-SP e está cumprindo aquilo que havia prometido na reunião.  

 

O grupo deverá se reunir brevemente. A reportagem do Sindasp-SP acompanhará as atividades desenvolvidas para informar os filiados sobre o andamento do projeto.  

 

Direitos reservados. É permitida a reprodução da reportagem em meios impressos e eletrônicos, somente com a citação do crédito do jornalista e da Instituição Sindasp-SP (sob pena da Lei 9.610/1998, direitos autorais)

Sem comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile