SAP inaugura Penitenciária Masculina em Florínea

0
55

 

O Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) inaugurou na sexta-feira (26/02), a Penitenciária Masculina de Florínea. O empreendimento possui área total de 75 mil m² sendo mais de 10, 8 mil m² de área construída, com investimento de cerca de R$ 36,4 mi e a empresa contratada para construção da nova unidade foi a Sial Construções Civis Ltda. O prédio está localizado na Rodovia Miguel Jubran (SP – 333), km 438 + 600m, no município de Florínea e tem capacidade para abrigar 847 presos em regime fechado. Este número contribui para melhorar as condições de segurança pública da população.

 

A cerimônia de inauguração aconteceu às 10h e contou com a presença do secretário da SAP, Lourival Gomes e do prefeito de Florínea, Rodrigo Siqueira da Silva, além de autoridades civis e militares.

 

A SAP preparou uma exposição com artigos de artesanato, móveis, mudas de árvores nativas e gêneros de hortifrúti, tudo produzido por presos das unidades subordinadas. O público teve oportunidade de conhecer os projetos de ressocialização desenvolvidos nos presídios, que resultam em economia para o estado, geração de renda para reeducandos e seus familiares, além de remição de pena, pois a cada três dias trabalhados, um é reduzido do total da condenação.

 

Estavam presentes na inauguração, o coordenador da Croeste Roberto Medina e o diretor da nova penitenciária, Carlos Tiago Vidal, além de Fernando Rodolfo Merces Moriz, defensor público do estado e coordenador regional das execuções penais de Marília; Valter de Oliveira, Tenente Coronel PM e comandante interino do CPI-4; Angela Gianetta e Manoel Possidonio (prefeitos de Pedrinhas Paulista e Platina, respectivamente); Adugar Quirino do Nascimento Souza, juiz da Vara de Execuções Criminais de Assis, além de funcionários do sistema prisional e munícipes.

 

Segurança e ressocialização

A Penitenciária foi projetada com características diferenciadas, aproveitando as experiências das que já estão em funcionamento. No local há pavilhões de trabalho e de serviços – como cozinha industrial –, onde os próprios presos preparam os alimentos – e salas de aula, além dos setores de inclusão, saúde e lavanderia.

 

O novo modelo é construído com base em sólidos projetos de engenharia que primam pelas boas condições de custódia dos presos, com foco na segurança e na ressocialização. A nova unidade conta com toda infraestrutura para abrigar atividades laborais e educativas.

 

A penitenciária tem estação de tratamento de esgoto e poços profundos para o abastecimento de água potável.

 

Projeto – Setor Interno

O Setor interno é constituído pelos edifícios de inclusão, triagem e saúde; galeria e cozinha industrial e salas de aula. Em seguida, interligados pela galeria ficam os oito raios – cada um com pátio de sol exclusivo, além dos edifícios de serviços para trabalho. Na Muralha de segurança localizam-se as torres de vigilância, sendo uma em cada canto e as guaritas intermediárias. No acesso ao setor interno da unidade prisional localiza-se a portaria da muralha.

 

Projeto – Setor Externo

O setor externo abriga a espera de visitantes, portaria-mirim, residências dos diretores, reservatório elevado, edifício da administração e as edificações auxiliares: abrigo de lixo, subestação e o abrigo de gás. O complexo ainda conta com estacionamentos.

 

Sistema de segurança

• Alarme de incêndio;

• Alarme de fuga;

• Sistema de controle de acesso (detectores de metais tipo portal);

• Aparelhos de Raio-X de maior e menor porte;

• Infraestrutura de CFTV.

 

Equipamentos eletrônicos

• Sistema de Telefonia (PABX);

• Sistema de cabeamento estruturado (sistema de rede);

• Sistema de automatização para portão;

• Sistema de canais de TV (sistema de captação e transmissão de sinais).

 

Fonte: SAP

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.