Sindasp-SP realiza hoje assembleia que poderá decretar greve geral no sistema penitenciário de São Paulo

0
19

 

 

O Sindasp-SP realiza nesta terça-feira (25) a última assembleia geral que poderá decretar greve no sistema penitenciário. A assembleia será realizada na Sede Estadual do Sindasp-SP em Presidente Prudente-SP, às 19h30.

 

Essa será a última do total de quatorze assembleias de greve, realizadas em diversas regiões do Estado, de 3 a 25 de fevereiro. O objetivo das reuniões foi consultar os servidores sobre a possibilidade da greve que poderá ser decretada nesta noite e que deverá ter início a partir de 10 de março, caso o governo não atenda a pauta de reivindicações 2013 da categoria.

 

A pauta da categoria foi protocolada em janeiro de 2013 junto às secretarias da Gestão Pública e Administração Penitenciária, além de ser entregue em mãos ao governador Geraldo Alckmin (PSDB).

 

Entre as principais reivindicações estão a correção do reajuste salarial em 20,64%, referente ao período da inflação aos exercícios de 2007 a 2012, e mais 5% de aumento real do salário; a criação da Lei Orgânica; correção do auxílio-alimentação e fim do teto base; interstício de três anos e promoção de 30% dos funcionários ao ano; aposentadoria integral aos 25 anos de contribuição e mais a paridade (conforme decisão do STF) e a redução de classes, passando de 8 para 6, entre outros.

 

No mês passado, durante a inauguração do sistema de bloqueadores de telefonia celular na Penitenciária II de Presidente Venceslau, o presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo, esteve com o governador Geraldo Alckmin e cobrou uma posição em relação à categoria. Alckmin disse a Grandolfo que entraria em com contato para convidá-lo para uma audiência no Palácio dos Bandeirantes, no entanto, até o fechamento da reportagem, o governo ainda não havia se manifestado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.