Unidades da SAP são premiadas em fórum sobre tuberculose

0
21

As unidades prisionais da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) foram premiadas no Fórum Estadual de Tuberculose no Estado de São Paulo, realizado pelo Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) “Professor Alexandre Vranjac” da Secretaria de Estado da Saúde (SES) em 24 de setembro.

 

O evento, que ocorre sempre em setembro, premia municípios, grupos de vigilância epidemiológica, laboratórios e as unidades prisionais, tem a meta de eliminar a doença.

 

Para serem premiadas, as unidades tinham que alcançar 85% de cura no tratamento de 15 pacientes ou mais que começaram em 2014 e encerraram nas unidades, além de fazer o Tratamento Diretamente Observado (TOD) de tuberculose e a busca ativa em pelo menos 20% da população prisional anualmente.

 

O programa de controle de tuberculose faz parte do CVE, e é responsável pela coordenação das atividades de monitoramento e avaliação dos indicadores epidemiológicos e operacionais, gerados pelo sistema de notificação e acompanhamento de casos (TBWEB), previsão de medicamentos e outros insumos, treinamentos e assessoria aos municípios.

 

Este programa está inserido nas unidades prisionais pelo setor de saúde, que deve atender em sua rotina as demandas referentes a atenção básica e a vigilância e funciona apoiado pelas orientações do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Avaliações trimestrais em cada uma das cinco coordenadorias regionais da SAP é responsabilidade da iniciativa, que visa elaborar o plano de ação em tuberculose para todas as unidades. A ação também conta com a ajuda das coordenações regionais de saúde do estado e municípios prioritários, e subsídio e implementação de ações do programa nas unidades.

 

Treinamentos para todos os funcionários, notificação e tratamento dos casos e formação de agentes multiplicadores na população carcerária fazem parte das ações. O exame de baciloscopia, que analisa a partir do escarro dos pacientes também é feito.

 

“Acompanho estas premiações desde 2004 e posso dizer com muito orgulho que este evento tem um significado de extrema importância, pois demonstra a qualidade das ações de controle dentro das unidades e o empenho de todos os funcionários para alcance desta meta”, afirma a coordenadora de saúde, Solange de Medeiros Pongelupi.

 

O programa continuará inserido nas unidades prisionais.

 

Fonte: SAP

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.