Vacinação contra gripe é prorrogada até o dia 14 de junho

0
11

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 14 de junho. De acordo com dados do Estado, desde o início da campanha até esta segunda-feira (3), 8,1 milhões de pessoas já foram vacinadas em São Paulo. No Alto Tietê, incluindo o município de Guarulhos, 408,2 mil pessoas receberam a dose da vacina.

 

Na região, apenas uma das cidades ainda não atingiu a meta de imunizar 80% do público-alvo. Em Itaquaquecetuba, a meta era vacinar cerca de 36 mil pessoas, mas apenas pouco mais de 26 mil receberam as doses.

 

De acordo com a Prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde encaminhou um comunicado aos médicos das Unidades Básicas de Saúde (UBS) pedindo que seja reforçado aos pacientes a necessidade da aplicação da vacinas. Com isso, a Prefeitura pretende atingir a meta antes do novo prazo estipulado pelo Estado.

 

De acordo com a médica Helena Sato, diretora de Imunização da Secretaria Estadual da Saúde, mesmo com a prorrogação da campanha, o importante é que as pessoas não deixem para se vacinar na última hora. “Isso porque o poder de imunização da vacina só está completo quinze dias após a vacinação. Vale esclarecer que a vacina não provoca, de maneira nenhuma, gripe em quem tomar a dose, pois é feita de pequenos fragmentos do vírus que são incapazes de causar qualquer infecção.”

 

Dados

De acordo com dados da Secretaria Estadual da Saíde, a cobertura vacinal é menor entre as gestantes, com 356,7 mil doses aplicadas, o que significa 77,93% da meta para este grupo. Pacientes com doenças crônicas também devem procurar um posto de vacinação mais próximo para serem imunizados contra a gripe. Desde o início da campanha, 1,9 milhão de doentes crônicos receberam a vacina.

 

Entre os demais públicos-alvo da campanha, já foram vacinados, em todo o Estado de São Paulo, 4 milhões idosos com 60 anos ou mais; 808,1 mil crianças a partir dos seis meses e menores de dois anos de idade;883,8 mil trabalhadores da saúde; 80,8 mil puérpuras e 5,5 mil indígenas.

 

Fonte: G1

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.