Vacinação contra Influenza no sistema prisional paulista terá início nesta segunda-feira, dia 18/05

0
18

Funcionários e presos do sistema prisional paulista ganharão proteção extra neste inverno. A partir desta segunda, 18/05, será realizada a vacinação em massa contra a Influenza. Conhecida popularmente como gripe, ela pode até matar por conta de complicações como a pneumonia. Segundo a coordenadora de saúde, Solange Aparecida Pongelupi, a meta é vacinar pelo menos 80% tanto da população prisional quanto os funcionários. Para isso, está havendo uma preparação intensiva: ainda em março, diretores de todos os presídios do estado foram convidados a participar de videoconferência preparatória sobre o tema, realizada no mês passado (07/04).

 

Conforme explicado na videconferência, o calendário da vacinação que começa hoje será definido por cada presídio, “uma vez que o Ministério da Saúde disponibiliza as vacinas aos municípios e a partir daí as unidades prisionais em comum acordo com o município define a data da retirada do material”, salienta a coordenadora. Na sede da SAP localizada em Santana, por exemplo, ela será realizada no dia 25/05.

 

Os cuidados, porém, são os mesmos: a vacina garante a proteção por até um ano, ou seja, quem se imunizu no ano passado deverá fazê-lo novamente. Ela não pode ser tomada por quem é alérgico a ovo. Os doadores de sangue só poderão doar novamente em 48 horas após a vacinação. Após tomar a vacina, em uma a duas semanas já há presença de anticorpos no sangue contra a Influenza.

 

No ano passado, a Campanha de vacinação contra Influenza ocorreu em 100% das 156 unidades Prisionais à época, nos três Hospitais de Custódia e Tratamento Psiquiátrico do estado de São Paulo e ainda nas Sedes da SAP. Foram imunizados 134.322 presos e 17.842 servidores, 62,56% da população prisional e 52,94% dos funcionários dos funcionários, respectivamente.

 

Como salienta Pongelupi, “Quanto maior a adesão, menor será o risco de proliferação do vírus. O ambiente de aglomeração e confinamento das Unidades Prisionais colaboram para uma maior vulnerabilidade, em particular às doenças respiratórias e pulmonares”. Ela ainda destaca que, entre os funcionários, “os profissionais de saúde são mais expostos à influenza e estão incluídos nos grupos prioritários para vacinação não apenas para sua proteção individual, mas também para evitar a transmissão dos vírus aos pacientes de alto risco”.

 

Para quem não pode participar da videoconferência preparatória para a campanha, os vídeos estão disponíveis nos endereços:

 

Também está disponível para download em pdf a Informação Técnica do Ministério da Saúde da 17ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza:

 

Para quem não pode participar da videoconferência preparatória para a campanha, os vídeos estão disponíveis nos endereços:

http://media.escolasdegoverno.sp.gov.br/fundap/sap/campanha_de_vacinacao_influenza_2015_bl01.wmv 
http://media.escolasdegoverno.sp.gov.br/fundap/sap/campanha_de_vacinacao_influenza_2015_bl02.wmv

 

Fonte: SAP

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.